Postagens

Alternativa ao Google Analytics - Monitorando meu blog

Imagem
Depois de alguns anos afastado da blogosfera resolvi voltar e confesso não ter conseguido usar o Google Analytics. No entanto há uma alternativa viável ao Google Analytics. Esta belezinha responde pelo nome de Clicky Web Analytics. O Clicky é um serviço de análise em tempo real de dados da web. Em 2010 o Click está monitorando monitorando mais 200.000 sites web. Não se trata portanto de um serviço amador ou que está em versão beta. Ter acesso em tempo real dos dados de usuários de um site é o sonho de qualquer webmaster. O Google Analytics é ainda fundamental, porém o mesmo não lhe traz dados em tempo real. Já o Clicky mostra em tempo real os visitantes do seu site. Você pode saber de onde eles vieram, o endereco IP dos mesmos, quantas ações executaram no site e muito mais. Instalar o Clicky é muito simples. Após ter se registrado – grátis – no site do Clicky, você receberá algumas linhas de código HTML que você deverá copiar no seu site web. Clicky pode monitor apenas as páginas que poss…

Comentários à Lei 13.484/2017: Uma nova era para os RCPN, o surgimento dos ofícios da cidadania.

Imagem
Entrou em vigor no dia 26 de setembro de 2017 a Lei nº 13.484/2017, que modifica a Lei de Registros Públicos (Lei nº 6.015/73). Não obstante, saliento que referida lei é fruto da conversão da MP 776/2017.
Uma novidade legislativa que chamou muito a atenção da população em geral e que com certeza será muito cobrada nas provas de concurso, especialmente de cartório.
Sendo matéria de meu apreço e área de atuação “bora lá” se atualizar. Vejamos o que mudou :
1. NATURALIDADE QUE DEVERÁ CONSTAR NOS ASSENTOS PÚBLICOS
De extremo bom senso foi o legislador que se deu conta de uma das questões mais incoerentes dentro do Registro Civil, a naturalidade, fato do qual um dia desses, antes da Lei nº 13.484/2017, conversava com uma colega do Conselho Tutelar e a mesma refletiu sobre o tema: _ “Daqui uns dias Peritoró não terá mais filhos, nesta terra ninguém mais nasce”,a gestante tem que ir para outra cidade para poder ganhar o seu filho, consequentemente a DNV (Declaração de Nascido Vivo) vem com os da…

A sucessão do companheiro e do cônjuge em nova ótica do STF.

Imagem
Em minha última postagem a finalizei ressalvando que após decisão do STF sobre o tema, o companheiro equipara-se ao cônjuge na sucessão, adquirindo os mesmos direitos na herança, pois bem, vejamos abaixo então como fica a equiparação.Primeiro importante esclarecer que o companheiro (a), assim como o cônjuge, tem direito a meação, ou seja, garantida metade dos bens que foram adquiridos na constância da união estável ou casamento civil, estando sob o regime de comunhão parcial de bens. O que queremos esclarecer é a concorrência do companheiro na sucessão.O STF, no dia 10 de maio de 2017, julgou os Recursos Extraordinários (REs) 646721 e 878694, declarando inconstitucional o artigo 1.790 do Código Civil que previa as seguintes condições para a (o) companheira (o) participar da sucessão do outro, quanto aos bens adquiridos na vigência da união estável: Se concorrer com filhos comuns, terá direito a uma quota equivalente à que por lei for atribuída ao filho;Tendo filhos comuns, garantida a …

Regimes de bens no Casamento Civil

Imagem
Voltando a falar sobre o assunto que em outra oportunidade já sintetizei aqui em meu BLOG (Vide http://windersonmarques.blogspot.com.br/2015/08/casamento-regime-de-bens.html) , porém por achar de extrema importância procuro rever sempre que tenho oportunidade o conceito e formalidades do ato.Inicialmente, apesar de parecer óbvio, devemos esclarecer que o regime de bens adotado passa a vigorar a partir da data do casamento, sendo admissível sua modificação se ambos os cônjuges estiverem de acordo, mediante pedido e autorização judicial. O Código Civil Brasileiro traz 4 (quatro) tipos de regimes de bens, devendo os nubentes escolher um deles, sendo eles: Separação de Bens, Comunhão Universal de Bens, Comunhão Parcial de Bens e Participação Final nos Aquestos. Vejamos: Do Regime de Separação de Bens (Artigos 1.687 e 1.688 do Código Civil)Neste regime não há comunicação dos bens entre os cônjuges, ou seja, os bens adquiridos antes e depois de casados serão de propriedade individual, não há …

União estável ou casamento civil?

Imagem
Geralmente, nos casos que tenho acompanhado, quem vai ao Cartório de Registro Civil desejando habilitar-se para o matrimônio já estão previamente convencidos do que querem e entendem ser essa a forma ideal para oficializar a união existente, no entanto no caso da União Estável o primeiro contato na Serventia é para tirar dúvidas a respeito do assunto, entre elas sobre as consequências legais, visto que até em inúmeras situações tal desejo busca apenas atender uma necessidade aquém do convívio a dois. No parágrafo supracitado me refiro aos casos daqueles que realizam a legalização da união estável para resguardar patrimônio ou até mesmo inserir o suposto companheiro(a) em planos de saúde oferecidos por empresas e outros casos a mais não citados nesta breve resenha. Inicialmente devemos esclarecer que a união estável é reconhecida como entidade familiar, conforme preconiza o artigo 1.723 do Código Civil Brasileiro, através da convivência pública, contínua e duradoura e estabelecida, assi…

CAUSAS IMPEDITIVAS AO CASAMENTO

Imagem
Esta primeira semana do mês de outubro de 2017 no meu ambiente laboral o tema mais marcante sem dúvida foi “CASAMENTO”, desde o processo de habilitação até o momento de oficializar o ato, lavrar o assento e expedir a certidão, todo cuidado é pouco, já que no exercício diário de levar a cidadania ao alcance de todos não podemos nos deixar levar pela emoção ou quaisquer outros fatores adversos ou ainda acreditar se tratar de uma matéria comum aos olhos de todos, pois muitas dúvidas surgem no dia a dia, seja por aqueles que pretendem contrair matrimônio como também para aqueles que trabalham em Serventias Extrajudiciais, sendo vários os questionamentos, dos quais me faz revisar o assunto de outrora, dos tempos de acadêmico do Curso de Direito e da recente especialização em Direito Notarial e Registral.

 E assim, por oportuno, compartilho com os amigos alguns pontos de interesse e que devem ser observados por aqueles que querem se casar, em especial as causas impeditivas, visto que tal fat…

Nostalgia: "A história sem fim"

Imagem
Bastian (Barret Oliver) é um garoto que usa sua imaginação como refúgio dos problemas do dia-a-dia, como as provas do colégio, as brigas na escola e a perda de sua mãe. Um dia, após se livrar de alguns garotos que insistem em atormentá-lo, ele entra em uma livraria. Lá o proprietário mostra um antigo livro, chamado A História Sem Fim, o qual classifica como perigoso. O alerta atiça a curiosidade de Bastian, que pega o livro emprestado sem ser percebido. A leitura o transporta para o mundo de Fantasia, um lugar que espera desesperadamente a chegada de um herói. A imperatriz local (Tami Stronach) está morrendo e, junto com ela, o mundo em que vive é aos poucos devorado pelo feroz Nada. A única esperança é Atreyu (Noah Hathaway), que busca a cura para a doença da imperatriz com a ajuda de Bastian.
Assistir Online: http://original.livestream.com/tvgigaturbo/video?clipId=flv_9202ff65-b7ba-4df6-95c9-b7137754435a