4 de agosto de 2010

RÚSTICA PAIXÃO

Vibrante homem de aço em suas mãos Desafiando seu corpo, honrando a profissão No suor da enxada conduzindo a oração Em terra de senhores, solícita floração. Ao canto de pardal a realidade despertar Olhos dilatados, sorrisos, lábios assobiar A cantiga nos carreadores, este é seu lar Na luta de sua vida, caipira a estimar Filhos do solo, semeadores, oradores Suas crenças, lendas, deuses roçadores A alma guerreira, bravos conquistadores Fomentando a terra à rebento sonhadores. Tempo de plantio, o semblante da serenidade Preces ao bom tempo, deusa da fertilidade Lua cheia de esperança, pedidos: fecundidade Germinando a semente, próspera felicidade. Comedidos roceiros a espera da estação Da colheita, dos bons frutos, fim da gestação O reconhecimento de seu dom, nobre coração A dedicatória de sua obra, um presente ao irmão. A origem de um ciclo, a mágica do pão Os castelos não sonhados, linear rectidão Amante passional, energia da razão Rústico homem da roça, seu amor,sua paixão.
Winderson Marques

Google+ Followers