DTO. NOTARIAL, REGISTRAL E IMOBILIÁRIO. PORTFÓLIO COMPARTILHADO

Seja bem vindo(a) ao Blog Enfoque Extrajudicial:

Realizar pesquisa no Blog por assunto:

30 de agosto de 2010

agosto 30, 2010

"ESCRITORES DA LIBERDADE" (Filme)

Sinopse:
Hilary Swank, duaz vezes premiada com o Oscar, atua nessa instigante história, envolvendo adolescentes criados no meio de tiroteios e agressividade, e a professora que oferece o que eles mais precisam: uma voz própria. Quando vai parar numa escola corrompida pela violência e tensão racial, a professora Erin Gruwell combate um sistema deficiente, lutando para que a sala de aula faça a diferença na vida dos estudantes. Agora, contando suas próprias histórias, e ouvindo as dos outros, uma turma de adolescentes supostamente indomáveis vai descobrir o poder da tolerância, recuperar suas vidas desfeitas e mudar seu mundo. Com eletrizantes performances de um elenco de astros, incluindo Scott Glenn (Dia de Treinamento), Imelda Stauton (Harry Potter e a Ordem da Fênix) e Patrick Dempsey (Grey's Anatomy), ganhador do Globo de Ouro. Escritores da Liberdade é basedo no aclamado best-seller O Diário dos Escritores da Liberdade.

Comentário pessoal: Logo nas primeiras cenas do filme, a Professora Gruwell (Hilary Swank) já conquista minha admiração quando diz que: "Pensou em cursar direito para defender jovens no tribunal, mas logo desistiu, pois acreditava que a batalha está perdida quando tiver que defender jovens nos tribunais, visto que a luta pela libertação deve acontecer na escola, na sala de aula."
A partir deste momento, desta frase de efeito, o filme que seria apenas um momento de descontração torna-se uma lição de determinação e perseverança, uma identificação com o roteiro, um modelo a ser seguido.
Este filme é essencial para aqueles que acreditam na ressocialização e aceitação dos diferentes, que acreditam que o trabalho do docente deve ir além do livro didático e da sala de aula, pois é como Paulo Freire diz em Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa: "O reconhecimento da identidade cultural, o respeito é absolutamente fundamental na prática educativa. Um simples gesto do professor representa muito na vida de um aluno. O que pode ser considerado um gesto insignificante pode valer como força formadora para o desenvolvimento intelectual e acadêmico do educando. "
Todos sabemos das dificuldades que encontramos quando saímos do convencional aplicado em sala de aula, da falta de apoio, da zombação dos companheiros, do preço alto que pagamos perante a família e sociedade de um modo geral, mas vejo uma recompensa de grande valia: A paz comigo mesmo.
Pois é, com certeza vale à pena assistir este filme... Deixo aqui a dica.

Winderson Marques

27 de agosto de 2010

agosto 27, 2010

NA FANTASIA DA LINGUAGEM

NA FANTASIA DA LINGUAGEM


Escrita colorida ilustrando vida

Vivida infância de viva lembrança

Da beleza da herança. Tempo Criança!

Imagem de sonhos, viagens dimensionais

Linguagem da mágica em recursos lexicais

A comparação dos seres, o jogo de semelhanças

Velhas figuras tais velhas alianças.

O tempo é esmeralda, é diamante

A implícita metáfora do relógio radiante

A noite – um monólogo inquietante

O dia – a fantasia excitante.

A dois passos do paraíso ilustrado

Nos casos apaixonados ao ler Jorge Amado

A parte pelo todo, o autor pela obra, outrora

Metomínia poética a perder-se na hora.

Em termos impróprios um embarque na carruagem

Cinderela apaixonada em rimas de homenagem

Feminina guerreira da engrenagem social

Na catacrese dos versos um simples mortal.

Atrevida personificação que permite criação

Da dança de palavras colorindo ilusão

Arco-íris que risca e encanta o céu

No Nordeste do Brasil um liberto cordel

Terra sem vida, sem navio do deserto

Seca e triste, um campo aberto

Perífrase em pranto, na alma a dor

No sorriso cultivas semente do amor.

Alegórica imagem que brinca nas curvas

Na sede do sentido em fonte de estilo

Inspiração cristalina – raízes de estímulo.

Winderson Marques

13 de agosto de 2010

agosto 13, 2010

“MAÇÃS DO CAPITALISMO”

“MAÇÃS DO CAPITALISMO”
Virtuosa e fulgurante vocifera os ventos de transição Humanismo vivente na magnificência da realidade, Clássica cultura greco-romana em fênix de ascensão Tilintando antropocentrismo em raios da humanidade Exaltando mãos, olhos, homens de jovem concepção Unidos após tempestade em céus limpos à modernidade, Em águas correntes banhando solo fértil do saber Gerando homem universal na constelação de um ser. Marcantes séculos salientados pelo orvalho da ciência, Do desenvolvimento planeado ao senhorio racionalismo Vida de opções em caminhos de escolha e emergência, A burguesia na colheita do fruto – maçãs do capitalismo, O capital prometido, individualidade em suma: essência Aroma suave que entorpece e rompe o velho pragmatismo Idealização do artista que produz o belo cultuando prazer, No espírito contempla natureza na perfeição do amanhecer. Italianas pegadas de um comércio a reconhecimento social, Nos aplausos urbanos à estimada produção renascentista Sábios Bizantinos coadjuvantes de espetáculo instrumental, Regidos pelo ideal e pelo universalismo protagonistas Ao coro de Mecenatos financiadores da produção intelectual, Enriquecidos burgos na harmonia e melodia idealista, Riquezas ostentadas despertando cobiça a outras nações, Guerras, invasões... Na alma e no corpo... Transformações.
Winderson Marques

4 de agosto de 2010

agosto 04, 2010

RÚSTICA PAIXÃO

Vibrante homem de aço em suas mãos Desafiando seu corpo, honrando a profissão No suor da enxada conduzindo a oração Em terra de senhores, solícita floração. Ao canto de pardal a realidade despertar Olhos dilatados, sorrisos, lábios assobiar A cantiga nos carreadores, este é seu lar Na luta de sua vida, caipira a estimar Filhos do solo, semeadores, oradores Suas crenças, lendas, deuses roçadores A alma guerreira, bravos conquistadores Fomentando a terra à rebento sonhadores. Tempo de plantio, o semblante da serenidade Preces ao bom tempo, deusa da fertilidade Lua cheia de esperança, pedidos: fecundidade Germinando a semente, próspera felicidade. Comedidos roceiros a espera da estação Da colheita, dos bons frutos, fim da gestação O reconhecimento de seu dom, nobre coração A dedicatória de sua obra, um presente ao irmão. A origem de um ciclo, a mágica do pão Os castelos não sonhados, linear rectidão Amante passional, energia da razão Rústico homem da roça, seu amor,sua paixão.
Winderson Marques
Conteúdos alternativos – Postagens com mais cliques:
Conteúdos alternativos – Postagens com mais cliques: